2020. E Agora?

Quando era mais novo e me falavam em 2020 era o futuro dos futuros. Carros voadores, cérebros eletrónicos e uma imensidão de progressos tecnológicos. Fui crescendo e percebi que era só a inocência dos desenhos animados a tomar conta de mim. Tenho 21 anos, estou no rebento da vida e, finalmente, chegámos à década de 20 do século XXI. Impossível cá chegar para uns, uma bênção para outros e, ainda, há quem considere que, agora, sim, começa a poderosa Era Digital.

Soaram as 12 badaladas, como se costuma dizer. Gritámos “Feliz Ano Novo”, mas será que parámos para pensar, antes de irmos dormir, talvez, no que é que tudo isto significa? Não estamos simplesmente a passar mais um ano, entrámos oficialmente num período de ascensão constante. Em 2000/2001, novo século, nova década e mudanças drásticas no panorama económico-financeiro de Portugal e da Europa. Em 2010, um tombo gigante nas contas públicas e a explosão dos smartphones e das redes sociais. 2020. Vinte, vinte, como muita gente lhe chama. O que é que significa? Vamos no 4º dia do ano e a Austrália está a arder desde outubro sem qualquer pausa, a Indonésia está a passar pelas piores cheias desde há muitos anos, os EUA e o Irão numa tensão de quase Guerra Mundial, um Serviço Nacional de Saúde português à beira da rutura… por outro lado, temos Lisboa como Capital Verde da Europa, o streaming a crescer em flecha, os media sociais em constante mudança, o digital a ser programado em todas as frentes…, enfim, poderia estar a debitar todos os fatores pelo qual estamos a ser consumidos dia a dia.

Convém dizer que, nos últimos 10 anos, o mundo evoluiu como nunca antes vimos. Em 2030, estaremos, certamente, num outro patamar, completamente desconhecido, tanto em termos económicos como financeiros e, também, sociais.  Da minha parte, comecei da melhor maneira, entrei com o corpo todo, bebi champanhe, pedi os desejos habituais e, hoje, sei o que quero viver daqui para a frente. Renovei a imagem Dear Fabien, tornando-a mais uniforme e apelativa, e fiz as minhas apostas sinceras para vos dar o melhor conteúdo possível. Quero com isto dizer que, no último ano, quando comecei a construir a nossa família, tive a certeza que só vos podia agradecer por tudo o que conquistámos juntos e que ainda vamos conquistar, seja em que plataforma digital estivermos. Tenho a certeza absoluta que um ano com dois dígitos completamente iguais só pode dar certo em todos os aspetos.

Porém, há cuidados. Não sou nenhum mestre da poesia moral, nada disso, mas temos de continuar o bom trabalho que temos tido na proteção da nossa casa, do nosso planeta. Malta, estamos na década mais recente do século XXI. Vamos lutar contra os preconceitos, contra os racismos, contra as violências, contra os medos de sermos castigados. Vamos ser justos e verdadeiros. Vamos lutar pelo que realmente importa e deixarmo-nos de fofoquices politicamente corretas e imagens vazias. Vamos tornar tudo aquilo que queremos possível. Por todos nós!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.